Categorias:

Top 5 templos no CAMBOJA

Camboja / siem reap .

O Camboja foi, sem dúvida, um lugar inesquecível! O país consegue ser um contraste entre a pobreza e miséria da população, a opulência dos templos (de Siem Reap, especificamente) e o luxo dos hotéis. É, sem dúvida, um país em que você, praticamente, ‘vê de tudo’. Não fui em outras cidades para explorar melhor o Camboja, mas em Siem Reap já dá para ter uma boa noção de como é o país e de sentir a atmosfera da população que sofreu anos a opressão sangrenta do Khmer Vermelho.

A visita à Siem Reap foi uma das mais cansativas da viagem – até porque uma das noites lá foi a noite de Reveillon, o que significava ressaca no templo no dia seguinte. Cada templo exigia, no mínimo 1h, 1h30. O Angkor Wat, que é o principal, exigiu 2h30! Ou seja, calce seu tênis mais confortável e se vista com um look total ‘exploradora’, o mais confortável o possível para encarar o calor, o sol e a quantidade de terra e poeira nos templos! 

Infelizmente, nem todos terão tempo o suficiente para conhecer toooodos os templos de Siem Reap ou não querem aqueles passeios massivos que conhecem vários templos em um só dia e que no final já não aguentam mais ver nada! Então, preparei para vocês uma seleção dos templos que achei mais interessantes para se visitar na sua viagem à Siem Reap.

Confira, então, os meus TOP 5 templos no Camboja!

Beng Mealea

Este foi o primeiro templo que nós visitamos em Siem Reap. Ficamos super impressionados com magnitude e a grandeza de um templo que foi construído há taaantos anos atrás.

Uma boa parte do templo foi destruída por quedas de árvores ou mesmo pelo crescimento das raízes, que se entranham entre as pedras e desmontam algumas estruturas. No momento em que você entra no sítio – neste e em todos os outros templos – você sente na hora uma vibe total Tomb Raider! Aquelas raízes gigantes, pedras enormes, muralhas e ‘escombros’ assombrosos das partes derrubadas. O templo é um pouco afastado da cidade, mas vale a pena conhecer!

Beng Mealea

Crianças cambojanas fazendo mutirão para limpar os templos. A coisa mais fofa do mundo!

Beng Mealea Beng Mealea Beng Mealea Beng Mealea

Banteay Srei

Este é muito melhor preservado que o templo anterior, e os dois ficam bem próximos um do outro. Neste templo dá para ver a maioria das imagens do deus Shiva, para quem o templo foi construído. A cor dele também é bem peculiar, pois foi construído com arenito vermelho, dando uma cor avermelhada totalmente diferente da maioria dos templos!

Banteay Srei Banteay Srei Banteay Srei

Angkor Thom e Bayon Temple

Este não é exatamente um templo, mas também vai contar no nosso ‘ranking’! kkkk… Foi uma cidade ‘fortificada’ (na verdade, envolta por muros) de 9 km² (enooorme), possuía 1 milhão de habitantes e já foi a capital! Aí sim, no centro da antiga cidade, você vê o templo de Bayon, que tem mais de 200 faces desenhadas nas pedras, é incrível!

Templo BayonTemplo Bayon

 

 

Ta Prohm

Este foi, para mim, o mais incrível de todos, até do que o Angkor Wat! Não é só porque o Tomb Raider foi filmado lá, mas porque, a partir do momento em que você entra lá, é uma surpresa atrás da outra! Árvores gigantes, pedras desabadas, Raízes gigantes cobertas com camadas de micro organismos, mas que estão, na verdade, mortas por dentro etc etc. É IM-PER-DÍ-VEL

Ta Prohm Ta Prohm Ta Prohm

 

Ta Prohm

Angkor Wat

Este templo com certeza dispensa comentários! É o maior complexo religioso do mundo e, atualmente, é budista (já foi hindu). Tudo lá é super bem preservado. Fique atento, porque há dias em que o terceiro nível fica fechado e, outra coisa, para visitar este nível, você precisa estar propriamente coberto (é onde ficam os altares a Buda). Para as mulheres calça ou saia longa (por causa do calor, você pode levar uma canga para fazer de saia) e coloque um casaquinho para cobrir o colo e os braços.

Angkor Wat Angkor Wat Angkor Wat

 

Angkor Wat

Eu recomendo que vocês façam as suas visitas a templos em Siem Reap com um bom guia local (infelizmente nosso guia não era um dos melhores, mas já foi essencial!)

Quanto ao hotel, ficamos no La Residence d’Angkor, que é da Orient-express (agora virou Belmond). Dizem que um outro hotel muito bom é o Raffles, mas amamos nossa experiência no La Residence, que foi super exclusiva. O spa é maravilhoso, #ficaadica

La Residence Angkor La Residence AngkorLa Residence Angkor

 

É isso, espero que gostem!

 

Uma outra coisa muito legal, foi que o nosso guia tinha uma ONG que constrói poços artesianos para facilitar o acesso da população à água potável! Um projeto maravilhoso! Meus sogros, sempre dispostos a ajudar, fizeram a sua parte fizeram a doação para a construção de um novo poço, que fica com o nome de toda a família gravado nele

Poço Camboja