Categorias:

Istambul: maravilhosa, romântica e badalada!

Istambul / Turquia .

Desde que eu voltei da minha lua-de-mel, quando fomos para as Maldivas e para a Turquia (Capadócia e Istambul), as pessoas vivem me perguntando o que achei de Istambul, o que tem para fazer lá, o que comer etc etc. E aí percebi hoje (!!!) que Istambul é o único lugar da lua-de-mel que eu não fiz post ainda! Como pode isso?!?!

Istambul

Istambul foi o último lugar que visitamos… Já era a segunda vez do Leo, meu marido, mas para mim a experiência foi quase chocante… Tem a cara de uma cidade europeia, mas com a população, restaurantes e clima beeem orientais, independente da parte da cidade em que você estiver.

Ruas limpinhas e construções antigas e de estilo europeu contrastam com as mesquitas grandiosas formando uma paisagem super única, que eu nunca tinha visto antes. Você vê na rua desde aquelas pessoas mais com ‘cara de europa’ até mulheres totalmente cobertas com a burqa.

Nosso tempo em Istambul foi bem curto, passamos só 3 dias e acabamos pulando alguns passeios, como o cruzeiro pelo Bósforo que tomava grande parte do nosso dia que ia ser livre, então acabamos preferindo ficar soltos para conhecer a cidade a pé (nossa opção)…

Mas apesar do tempo curto, o fato de estarmos em um tour privado favoreceu bastante! Não acho que o guia em Istambul seja totalmente essencial, mas é muito bom ter, porque a história do lugar é muito rica!

O primeiro lugar que visitamos foi o Grand Bazaar. Dica: visite pela manhã, porque à medida que o dia vai passando, o lugar fica mais cheio e lotado de gente. Maque bem o lugar que você entrou, porque é muito fácil de se perder lá dentro! Fiquei muito impressionada com a quantidade de coisas lá dentro! Muitos doces turcos (levei muitos pra casa), lenços de seda pura (cuidado com as falsificações, porque é o que mais tem lá! kkk..) e uma sessão enorme só de coisas de couro e casacos de qualidade super boa, artigos de decoração super bonitos etc… Pechinche seeeempre! Eles nunca dão o preço real do item.

istambul

Depois do Grand Bazaar, fomos fazer a grande visita (põe grande nisso) ao Palácio de Topkaki. Mais uma vez, foi ótimo ter uma visita guiada para aprender sobre cada ‘setor’ do palácio, que foi construído pelo sultão Mehmet II. A sala de exposição das jóias do sultão é algo fora do comum pra desejar vida longa àzinimigah! Não pode tirar foto 🙁 Além das jóias, tem também uma exposição com relíquias sagradas para os muçulmanos: pelos do profeta Maomé e até o manto sagrado dele (que você não vê, de fato, porque fica trancado). Almoçamos por lá, no Konyali Restaurant, com uma vista incrível para o Bósforo (a comida nem tão incrível assim…)

istambulistambul istambulistambul topkaki palace

De lá, fomos para a área onde ficam a Mesquita Azul e a Ayasofia (ou Santa sofia, mas o sofia é de sabedoria, e não uma santa de fato). A Mesquita Azul me impressionou muito com a sua grandeza, os mosaicos nas paredes e no teto, pelo tamanho do salão das orações e pelos candelabros enormes. Dica: esteja com um lenço para cobrir a cabeça, ou eles vão amarrar esse manto azul horrível para você entrar 🙁 Mas a grande surpresa de Istambul, para mim, foi a ex-mesquita (hoje é só museu) da Ayasofia. Construída nos anos 500 e concebida como uma Igreja do império bizantino, a Ayasofia já foi transformada em igreja católica romana, em mesquita, já sofreu um incêndio e foi destruída algumas vezes por terremotos (os pilares não conseguiam sustentar a cúpula grande), Com a religião muçulmana, que não permite imagens de pessoas, os mosaicos foram coberto com tinta que, ao longo do tempo, foi se descascando e revelando os mosaicos novamente. É incrível você entrar em um lugar com todas as características de mesquita e ir descobrindo mosaicos com algumas imagens de santos católicos e mosaicos de reis bizantinos!istambul

mesquita azul istambul

Ayasofia:

istambul istambul

 

istambul mosaico

Estes passeios nos tomaram um dia inteiro! No dia seguinte, que era nosso dia livre, fizemos um percurso a pé desde o nosso hotel, que era o Park Hyatt, que fica no bairro de Maçka Palas, até além da praça Taksim, passando pela Istiklal Street, que é uma rua só de pedestres e cheia de comércio, fomos até a Torre de Gálata, passamos pelas ruelas e atravessamos a ponte para o lado antigo da cidade, terminando nosso passeio no Spice market. (tive que fazer a muçulmana fake para me proteger da chuva e do vento!)

istambul istambul

 

Istambul

 

Por fim, comemos muito bem em Istambul! O nosso restaurante favorito foi o Mikla que, por ser Valentine’s day, estava tendo um menu degustação harminozado sensacional, além de ter uma vista linda para a cidade.

istambul istambul istambul

Fomos também no famoso 360, mas achamos muito turístico e com a comida não muito boa. O clima do lugar, porém, é suuuper animado, meio de noitada mesmo, com umas atrações meio exóticas (com um travesti super divertido!). Os drinks são muito bons também e a carta de drinks é super divertida! Tanto para o 360, quanto para o Mikla, FAÇAM RESERVAS antecipadas!!! Muito cuidado com o taxi voltando do 360. Eles cobram um preço fixo sempre tentando te enganar e tentam te deixar um pouco antes do hotel para cobrarem de você uma tarifa maior que a combinada e você não ter o que fazer – tentaram fazer isso com a gente. Peça para ele te deixar exatamente na porta do hotel, para você ter o apoio da recepção caso tenha algum problema. Os taxistas em Istambul são, em geral (com excessões) bem ‘malandros’ e tentam te enganar!

istambul  istambul istambul 

Espero que tenham gostado das minhas dicas de Istambul!!! Beijinhos!